Portal de Notícias
- Publicidade -

- Publicidade -

Rede 5G pode ter mais de 2 bilhões de usuários até 2027 no mundo, diz relatório de consultoria

A empresa de consultoria Bain & Company recentemente fez um levantamento global sobre a expansão da tecnologia 5G, e descobriu que a sua projeção de crescimento para os próximos 4 anos é de 34%. Conforme o relatório publicado, cerca de 2,3 bilhões de pessoas utilizarão a rede 5G até 2027 – a expectativa é de que a expansão aconteça no mundo inteiro, e que o Brasil seja um dos principais players.

A tecnologia 5G completou um ano de implementação no Brasil em julho de 2023, e desde então já houve aproximadamente 10 milhões de acessos, número que deve aumentar cerca de 10 vezes até 2027, de acordo com a Bain. A empresa destaca que o crescimento seria motivado pela rápida adesão e expansão da rede, assim como pelo lançamento de cada vez mais aparelhos com suporte para o 5G.

Apenas em 2022, foram vendidos cerca de 8 milhões de smartphones já configurados para operar com o 5G, e a projeção é de que essas vendas aumentem 75% em 2023, atingindo 14 milhões de aparelhos. A tendência, segundo o relatório, é de que o 5G seja abraçado pela população mais rapidamente do que o 4G, que provavelmente entrará em declínio em detrimento da sua sucessora.

Apesar da Bain apontar que a quantidade de aparelhos em operação da quarta geração continuará estável pelos próximos 4 anos, ela afirma que as vendas dos aparelhos da quinta geração deverão ser maiores em 2025. Isso é um ponto positivo para os consumidores que querem colher os benefícios da nova tecnologia, como uma navegação mais rápida para o acesso de streamings e vídeos.

– PUBLICIDADE –
- Publicidade -

- Publicidade -

A rede 5G também permite um melhor acesso a sites e aplicativos de jogos, a exemplo das plataformas de apostas e cassino online presentes na análise em uma fonte confiável, que são seguras e pagam dinheiro de verdade aos jogadores sortudos. Essas operadoras são licenciadas em seus países de origem, e operam no Brasil trazendo diversos benefícios para os novos jogadores, como bônus de boas-vindas, giros grátis nos slots, freebets e apostas com seguro.

5G no mundo

O relatório da Bain & Company calcula que, na Europa e nas Américas, a rede de quinta geração será a tecnologia escolhida por mais de 40% do total de assinantes até 2027. A mudança para países grandes, como os Estados Unidos, deve ser amplificada pelo reaproveitamento da grande diversidade de faixas das bandas utilizadas (baixa, média e alta), além do investimento considerável em pesquisa e desenvolvimento no setor.

Já a região Ásia-Pacífica continuará se mantendo a líder em conexões, defende o estudo. Isso porque, em 2027, os países desse grupo deverão ultrapassar 1 bilhão de usuários, o que equivale a quase o dobro do valor estimado para as Américas. Esse número será composto principalmente por usuários na Indonésia, Japão e Índia, os quais serão responsáveis, a partir de 2025, por 8%, 18% e 30% do total de usuários da região, respectivamente.

Adesão no Brasil

Os dados relativos ao mês de julho deste ano da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apontam que, no Brasil, já somam 12,7 milhões de acessos 5G. São 251 municípios com antenas licenciadas na frequência de 3,5 GHz – o que inclui todos os 26 municípios com população superior a 500 mil pessoas e todas as 102 cidades com mais de 200 mil habitantes. As três operadoras nacionais (TIM, Vivo e Claro) já têm mais de uma antena para cada 50 mil habitantes nas capitais.

Segundo Elmo Matos, diretor de planejamento de redes da Vivo, consumidores estão gastando menos para começar na quinta geração. “O preço de entrada, em comparação com um modelo 4G ou 4,5G, é bem menor do que vimos quando lançamos o 4G. Isso faz com que a adoção dos smartphones 5G seja mais acelerada, impactando nosso modelo de expansão de cobertura”, explica.

Veja também