Quinta, 14 de Dezembro de 2017
Email: redacao.piauiagora@gmail.com
Whatsapp: (86) 99829-2020

Ameaçam paralisar atividades

Bolsistas e estagiários da Uespi estão há quase 2 meses sem receber repasse

Os estudantes afirmam que o valor da bolsa é usada para alimentação, compra de material escolar e deslocamento até a universidade.

Publicada em 06 de Dezembro de 2017 às 09h39

Publicado por: Daniely Viana  |  Fonte: Daniely Viana Imprimir

Foto: Reprodução

Notícia Atualizada em 06/12/2017 às 18h35

Atualização às 12h:40min

Em comunicado ao portal Piauí Agora, a Uespi comunica que a Secretaria de Estado do Fazenda (Sefaz), liberou na manhã desta quarta-feira (06) o pagamento das bolsas em atraso do auxílio moradia, bolsa trabalho e estagiários. A partir de quinta (07), os pagamento deverão chegar nas contas dos estudantes.

_______________________________________________________________________

A Universidade Estadual do Piauí (Uespi), é um das maiores instituições do estado que agrega pesquisa e extensão e, para isso, oferta bolsas de estudos para alunos em todos os campi. No entanto, os estudantes denunciam que estão há quase dois meses sem receber o repasse. Muito deles precisam da bolsa para se alimentar, comprar material escolar e se deslocar até a universidade.

De acordo com os estudantes, o último pagamento das bolsas ocorreu em outubro de 2017 (referente ao mês de setembro) e, desde então, os repasses não foram efetivados. O atraso atinge bolsistas dos programas Bolsa Trabalho, Extensão Universitária (PIBEU), Iniciação Científica (PIBIC), estagiários e alguns do programa de monitoria.

A estudante Maria Paula é uma das que estão passando por muitos problemas devido à falta do pagamento. Ela é natural do estado do Maranhão e precisa da bolsa para permanecer no Piauí. “Me inscrevi no bolsa trabalho com a esperança de poder contar com os R$400 e diminuir a despesa da minha mãe, que é muito alta. Toda vez que a bolsa demora assim, minha mãe tem que se virar no Maranhão pra me ajudar e isso é muito injusto, pois eu moro de aluguel. Já que a Uespi não tem alojamento, dormitório e quase não tem auxílio estudantil”, conta.

Os estudantes afirmam que a universidade não dá uma resposta positiva. “O reitor, até o presente momento, ainda não se posicionou. Vários estudantes vão a Proplan (Pró – Reitoria de Planejamento e Finanças), mas a resposta é: Sem Previsão”, relata o estudante Jardson Barrinha.

A monitora Ariadne Gonçalves reclama do baixo valor da bolsa e que piora quando a mesma não é repassada. “O auxílio já é pouco pros milagres que os estudantes fazem com ele, imagine atrasando”, conta.



ALUNOS REALIZAM ATO PÚBLICO

Devido aos atrasos e a falta de uma resposta, os estudantes vão realizar um ato nesta quinta-feira (07), no mesmo dia da visita da governadora em exercício, Margarete Coelho, a universidade. Na data, será inaugurada a obra da Cozinha Universitária.

“Hoje, às 16h, na praça do CCHL, estamos organizando um momento de conversa e produção de cartazes pra o ato na quinta-feira” convida o estudante Jardson Barrinha.

UESPI SE POSICIONA

Em nota ao portal Piauí Agora, a Uespi, informa que, em relação ao atraso no pagamento de bolsistas e estagiários, já realizou todos os procedimentos que competem à instituição para solicitação da liberação financeira.
“Comunica ainda que vem mantendo contato contínuo com a Secretaria de Fazenda do Estado do Piauí, responsável direta pela liberação de pagamento, a fim de agilizar a regularização dos mesmos”, finaliza.
 
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Mais de 600 vagas abrirão para cursos no Colégio Agrícola