Terça, 23 de Janeiro de 2018
Email: redacao.piauiagora@gmail.com
Whatsapp: (86) 99829-2020 - Anuncie

Operação Volta às Aulas

Material Escolar: Papelarias de Teresina recebem fiscalização

Fabricante flagrado comercializando materiais irregulares pode pagar multa de até R$ 1,5 milhão

Publicada em 12 de Janeiro de 2018 às 09h46

Publicado por: Daniely Viana  |  Fonte: Com informações Imepi Imprimir

Foto: Reprodução

Notícia Atualizada em 12/01/2018 às 09h54

Início do ano e as papelarias ficam lotadas de pais e mães em busca do material escolar dos filhos. Na capital, o Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi) deu início a primeira fase da fiscalização nas livrarias, lojas de utilidades e supermercados.

Até o dia 25 deste mês, os fiscais vão coletar cadernos, canetas, colas escolares, massa de modelar, giz de cera, resmas de papel e clipe. Os produtos devem estar de acordo com os requisitos estabelecidos pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), caso contrário, o fabricante pode pegar multa de até R$ 1,5 milhão.

O que é verificado

De acordo com o Imepi, as equipes de fiscalização realizam exames preliminares para conferir as quantidades indicadas nas embalagens dos produtos, além disso verificam se os fabricantes estão indicando informações obrigatórias nos rótulos dos produtos, bem como se os materiais escolares certificados apresentam o selo de segurança do Inmetro.

As empresas autuadas têm dez dias para apresentar defesa ao Imepi. A multa varia de R$ 100 a R$ 1,5 milhão, ou apenas uma advertência.



 
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Semec estuda atualização da nova base curricular