Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
Email: redacao.piauiagora@gmail.com
Whatsapp: (86) 99829-2020 - Anuncie

Assembleia Geral

Trabalhadores da educação ameaçam iniciar período letivo com greve

A medida é para discutir pontos da Campanha Salarial 2018.

Publicada em 30 de Janeiro de 2018 às 19h01

Publicado por: Marcia Gabriele  |  Fonte: Redação Piauí Agora Imprimir

Foto: Divulgação

Os servidores públicos da educação estão ameaçando iniciar o ano letivo de 2018 com greve. Eles estarão reunidos em mobilização na manhã desta quarta-feira, (31/01), no Clube do Sinte, em Assembleia Geral. A medida é para discutir pontos da Campanha Salarial 2018.

A pauta da Assembleia discutirá o reajuste do piso salarial; reajuste das gratificações; revisão do Plano de Cargos, Carreira e Salários e o cumprimento do acordo da 2ª parcela do reajuste de 3,14% acertado para pagar em janeiro deste ano.
Segundo João Correia, secretário de comunicação do Sinte/PI, o que tem deixado os funcionários revoltados é o não cumprimento do acordo feito em 2017, para pagar em janeiro de 2018 a segunda parcela de 3,4%.

‘Essa falta de respeito do governo com os servidores nos tirou do sério, parece que o governador tá empurrando os funcionários para a greve’, lamentou.

Para Paulina Almeida, presidente do Sinte/PI, até o momento, o governador não se manifestou quanto a pauta de reivindicação da educação, solicitando audiência com ele.

‘Nós queremos o reajuste de 6,81% de forma integral, linear para todos os trabalhadores da educação e obedecendo a paridade, ou seja, que atenda os aposentados’, finalizou.
Comente através do Facebook
Matérias Relacionadas
Professores da rede estadual de ensino aprovam estado de greve